quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Por Jesus da Costa

O QUE NOS ESPERA???

É bem verdade que o município de Nova Russas já vem sendo castigado a anos, e que os gestores esqueceram do significado da palavra desenvolvimento. Olhando pelo prisma governamental, a cidade está estática, parada, inerte a inovações em infraestrutura, política de geração de emprego e renda, saúde e educação.
O município de Nova Russas a muito não sabe o que é inaugurar uma obra municipal, a cidade está destruída do prisma estrutural, as ruas estão esburacadas, não tem mais recapeamento asfáltico, o programa de saneamento básico nunca foi terminado, a cidade coleciona várias obras inacabadas, tais como a Creche do Mirante, a Urbanização do Rio Curtume, dentre outras. Nada de novo é construído, a nova gestão já recebeu mais de 20 milhões e nada. Ensaia a finalmente inauguração da Ponte do Leite, que se arrasta a vários anos e agora começa uma quadra no Colégio Municipal 11 de Novembro, mais muito pouco para uma cidade que precisa tirar o pé do freio do crescimento.
O desenvolvimento de Nova Russas é carregado pela iniciativa privada, de um povo cada vez mais empreendedor. Nenhuma cidade da região tem a variedade de gastronomia e entretenimento que tem em Nova Russas, iniciativas imobiliárias aquecem o mercado de construção civil e loteamentos urbanos, a rede hoteleira de Nova Russas é de fazer inveja a qualquer cidade de 100 mil habitantes, enfim, o empresariado local puxa o desenvolvimento e a produção de emprego, coisa que não percebemos do Governo Municipal. Nada nesse sentido é oferecido pela atual gestão, a não ser a oferta pública e irracional dos modelo de governos anteriores, que ainda insiste em ser prática cada vez mais forte - O famoso cabide de emprego da prefeitura.
A Saúde é um caos, mais é claro que no âmbito municipal sabemos das limitações dos recursos e da responsabilidade pela atenção básica, porém temos percebido esforços pra melhorar essa área, e a reforma do Hospital José Gonçalves Rosa, muito embora feita licitadamente incorreta, é uma iniciativa louvável e que certamente melhorará o atendimento com melhores e mais confortáveis acomodações para os enfermos. O município tem deficiências graves de transporte de doentes, em ambulâncias sucateadas e sem a mínima estrutura de viagem, a falta de remédios vez por outra ainda persiste, mais notamos ligeira vontade de mudar o cenário.
Educar para mim sempre será sinônimo de mudar realidade, e isso deve ser entendido como espirito primordial que deve permear a gestora do Fundo Municipal da pasta. Tenho visto ainda um município deficitário com a rede de educação municipal, problemas com transportes de alunos, licitações, merenda escolar, prédios públicos sem condições de ensino, enfim, é preciso focar na educação do município usando como paradigma escolas particulares. Os alunos universitários que vão pra Crateús entram querendo ou não nessa estatística, e sofrem a espera de um transporte que irá proporcionar a estes uma melhor qualidade de vida e um melhor aperfeiçoamento profissional.
Somos convictos que Nova Russas precisa avançar, e temos visto muito pouca coisa ser feita nesse sentido. O povo está desiludido de políticos enganadores, e que só se mostram de fato em períodos eleitorais. Nova Russas precisa ir para o debate, onde todas as pessoas devem ser convidadas. É chegado o momento de pensarmos com racionalidade nas gerações futuras, no que será feito da coletividade deste município, pois o que plantamos pra trás, estamos colhendo hoje, como por exemplo o aumento da criminalidade está certamente associado a falta de oportunidade que muitos tiveram no passado, pois se pensava no individual... Precisamos reconhecidamente avançar, a Gestão Pública precisa se mexer de fato e mostrar a que veio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário