segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Mais um excelente artigo do contador Mário Henrique

QUEM PAGA É O POVO!

          Uma das grandes problemáticas, senão talvez a mais relevante delas é o famigerado feitio marketeiro politiqueiro que se quer propor e impor a mentes humanas dos cidadãos da cidade de Nova Russas. Respeito as pessoas que têm suas opiniões antagônicas ou não ao que conheço e imploro chamar de uma boa gestão pública e agente público probo. Não seria eu o salvador da pátria, ou melhor, do município de Nova Russas, visto que nunca fui nem tão pouco sou um homem público, porém o que faço é simplesmente tentar esclarecer a todas as pessoas e eleitores de Nova Russas o que de fato aconteceu, acontece e muito provavelmente acontecerá se nós, todos nós juntos, permitirmos o descaramento politiqueiro dos políticos que aparecem em nosso pobre, mas glorioso município para formarem a tentativa da malversação do dinheiro público, pregando a mentira, a incapacidade gerencial, a ineficácia política e a clara falta de transparência para com a coisa pública; fato esse comprovado de maneira material, pois nem sequer existe ainda um portal de transparência próprio do município de Nova Russas como canal direto e democrático para que seus cidadãos possam acompanhar e fiscalizar as receitas e despesas públicas, desrespeitando diretamente o ordenamento jurídico Federal do país.
          Por conseguinte, é apenas através desse meio de comunicação virtual e livre denominado internet que convido o povo de Nova Russas através de um conclamo à uma reflexão com respeitabilidade e responsabilidade a despeito do que os agentes públicos e a classe política que assim são consideradas pela opinião pública estão fazendo faz um bom tempo com o nosso patrimônio, o patrimônio público. Porém através de várias e pertinentes oportunidades divulgadas e grafadas por mim, como um humilde e simples profissional da área contábil que o sou, porém com modestos conhecimentos pelos quais meus estudos me permitiram direcionar é que me considero, que assim achem o contrário a minha convicção, fato esse de relevante respeito declarado pela minha pessoa, tendo em vista o amparo constitucional da livre liberdade de expressão a que detém os cidadãos brasileiros, pois como a mesma diz, na sua maior plenitude jurídica que o poder emana do povo e em seu nome deverá ser exercido. Fica bem claro que a própria Constituição Federal promulgada em 1988 induz o cidadão a estabelecer, da forma como achar conveniente ao seu dever, fiscalizar o dinheiro público que entram e saem constantemente dos cofres das prefeituras, estados e União e pelo que saiba, salvo dificultoso engano, o município de Nova Russas não fica nos Estados Unidos da América, mas sim alocado geograficamente em umas das unidades da República Federativa do Brasil, portanto, a mercê perfeitamente das imposições constitucionais, complementares e ordinárias impostas a gestão e ao gestores públicos desse município em epígrafe.
          Continuarei, na medida em que Deus nosso senhor me permitir, evidentemente, a esclarecer as pessoas que assim queiram e tiverem interesse de quantas mentiras e asneiras gerenciais são incorporadas de maneira proposital ou não aos nossos gestores públicos dos mais remotos aos mais presentes, de acordo com a particularidade que é imposta a cada qual em seus períodos de governo específicos. Não tenho qualquer interesse individualista como algumas dúvidas permeavam ou permeiam ambientes radiofônicos da nossa cidade por parte de algumas mídias perfeitamente e claramente direcionadas ao noticiário governista. O meu interesse é o educacional, pois contabilidade pública de maneira especial, muito embora seja uma nomenclatura bastante conhecida da população, porém requer ainda o tecnicismo para torná-la compreensível aos olhos e ouvidos dos leigos relacionados a mesma. A partir desse propósito é que tento passar aos caros leitores o que a movimentação contábil em especial, da Prefeitura Municipal de Nova Russas, Sistema Autônomo de Água e Esgoto do município e Câmara de Vereadores está nos comunicando em formas de números, mas que, como já disse em outras oportunidades, os números para a Ciência Contábil falam, clamam entendimentos. Em nenhum momento revelei, revelo ou revelarei a autenticidade do meu juízo de valor, porém o que analiso é a própria escrituração contábil dos poderes executivo e legislativo do nosso município e assim tentar passar para a população leiga sobre o assunto finanças públicas se quem está sendo realmente leviano é a movimentação contábil ou a fala do gestor público, prefeito, vereador, secretário, superintendente, empresas particulares ou qualquer um que esteja submisso a lei maior do nosso país, a Carta Magna. Pois qualquer pessoa, seja ela física ou jurídica que auferiu, aufere ou auferirá dinheiro público, está sim passível de fiscalização e não de juízo de valor, pois que faz a segunda é o Poder Judiciário e não o cidadão, que apesar de não ter o poder de julgar legitimamente, tem sim o poder da fiscalização. Seja eu, seja você ou seja alguém que você conhece que de forma direta ou indireta praticamos a sustentabilidade financeira de quem nos governa. Só para ser menos prolixo, a Festa de Agosto de Nova Russas que custou cerca de 215.000,00 somente em 15 dias, quem paga é o povo, despesas com paredões de sons quem paga é o povo, convênio de saúde do município com Crateús quem paga é o povo, despesas com energia, água e telefone dos poderes públicos quem paga é o povo, a ponte que não sai quem paga é o povo, as passagens molhadas superfaturadas quem pagou foi o povo, aluguel de hospital quem paga é o povo, aluguel de policlínica quem paga é o povo, propagandas e outras despesas em forma de mídia quem paga é o povo, gasolina para carros da prefeitura quem paga é o povo, salários de gestores públicos quem paga é o povo, salários de servidores públicos, quem paga é o povo, diárias de agentes públicos quem paga é o povo, calçamentos mal colocados quem paga é o povo, abastecimento de água e poço profundo quem paga é o povo, aluguel de carro para servidor andar para cima e para baixo quem paga é o povo, transporte escolar quem paga é o povo, medicamentos e material médico hospitalar quem paga é o povo, dívidas da Prefeitura, quem paga é o povo, despesas exorbitantes do Poder Legislativo de Nova Russas aumentando quase 50% de um mês para o outro quem paga é o povo, aumento no salário do prefeito de cerca de 10.000,00 para cerca de 14.000,00 por mês quem paga é o povo, assessorias das mais variadas prestadas ao poder público quem paga é o povo, até recargas de cartuchos e xerox quem paga é o povo, verbas de convênio recebidas e obras inacabadas quem paga é o povo, obras superfaturadas quem paga é o povo, indenização por desapropriação de terreno particular para implantação de rampa da ponte do INSS quem paga é o povo, coleta de lixo de 145.000,00 por mês quem paga é o povo,  e qualquer outra forma de despesa que por ventura o poder público possa vir a executar, QUEM PAGA É O POVO!
Nova Russas, 25 de agosto de 2013
Mário Henrique

Contador
Blog do TIM

Nenhum comentário:

Postar um comentário